SubMontemor

Caça Submarina
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Login  
Compartilhe | 
 

 Peixes perigosos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Cascabulho
Admin


Mensagens: 18
Data de inscrição: 11/08/2008
Idade: 33

MensagemAssunto: Peixes perigosos   Seg Ago 11, 2008 2:51 pm

Neste site encontram as especies perigosas que podemos encontrar em Portugal.

http://www.pesca-pt.com/index.php/content/view/74/
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://submontemor.livreforum.com
Cascabulho
Admin


Mensagens: 18
Data de inscrição: 11/08/2008
Idade: 33

MensagemAssunto: Caravela Portuguesa   Seg Ago 11, 2008 2:53 pm

Caravela Portuguesa


A “Caravela Portuguesa” ou “Fisália” , de seu nome cientifico "Physalia physalis", pode tambem ser conhecida pelo nome de “Garrafa Azul” ou “Portuguese Manowar” pelos anglofonos.

Contrariamente ao que se pensa a Caravela Portuguesa está presente na nossa costa insular e continental, embora as ocorrencias em Portugal continental sejam raras e essencialmente na zona sul. O mesmo não se pode dizer dos Açores que por vezes chega a ter bastantes exemplares nas suas águas.
Este Cnidário não é propriamente um animal como aparenta á primeira vista, mas sim um conjunto deles, sendo constituida por varios pólipos que vivem agregados partilhando uma relação simbiotica. A parte visivel da Caravela Portuguesa á superficie, é o pneumatóforo, transformado em bexiga nadatoria e cujo tamanho varia entre os 9 e os 30 cm de comprimento podendo sobressair da água até 15 cm de altura. Por cima da bexiga nadatoria existe uma especie de crista em forma de vela, (daí o apelido), que serve como forma de locomoção através da acção do vento. A caravela por vezes pode submergir, ora para fugir a algum perigo ou para humedecer toda esta zona. Debaixo desta area encontram-se os restantes habitantes da colonia:

- Os gastrozoides: Constituem a estrutura de alimentação e digerem a comida.
- Os gonozoides: Constituem a estrutura de reprodução e contêm os testiculos ou ovarios da Caravela. Apenas um sexo se encontra presente por colonia.
- Os Dactilizoides: Filamentos ou tentaculos que capturam as pequenas presas de que se alimenta e que podem chegar a medir entre 30 a 50 metros. Estes tentaculos contêm cnidócitos ou cnidoblástos que são células típicas dos cnidários que produzem o nematocisto, (veneno), que é o "órgão" de defesa e ataque destes animais.

Este animal nem sempre é distintamente visivel e é nessa situação que se torna mais perigoso. Por vezes os tentaculos desprendem-se do resto do corpo e vagueiam de forma erratica, sendo dificeis de vêr nas ondas e mesmo á superficie. Há que ter um especial cuidado com as Caravelas,(ou apenas os tentaculos), que dão á costa pois os cnidócitos mantêm-se activos durante várias horas e podem infligir picadas na mesmo como se o animal estivesse vivo.
A picada da Caravela Portuguesa raramente é fatal mas pode colocar uma pessoa em estado de choque e até mesmo matar!!! Algumas pessoas são extremamente sensiveis e outras são alergicas ao veneno portanto ao minimo sinal de dificuldade respiratória ou alteração do estado de consciência tratar o caso como uma emergência médica!!! A neuro-toxina segregada pelos ferrões da Caravela Portuguesa contem varias substancias, algumas delas proteicas e pode progredir para uma hemorragia, uma ulcera ou urticaria devido á histamina contida no veneno resultando num edema intradermal por vasodilatação capilar e venosa.

Em caso de ser picado o ideal será:

- Retirar de imediato todos os tentaculos visiveis com uma espatula ou um pau, (os de gelado que infelizmente encontramos no areal já me deram uma boa ajuda a safar dois amigos, o ideal será faze-lo com as mãos com luvas cirurgicas mas numa situação de emergencia estas raramente estão a jeito por isso convêm ter cuidado para não ser picado também).

- Lavar a area afectada abundantemente com água salgada para retirar os tentaculos que tenham aderido á pele. Atenção nesta situação pois se se usar água doce para lavar a zona esta pode causar a libertação de uma maior quantidade de toxina pois o seu Ph é diferente do da agua salgada!!!

- Aplicar gelo para controlar a dor.

- Nos casos em que a irritação persista aplicar uma soluçao de hidrocortisona a 1% quatro vezes ao dia e um ou dois comprimidos de diphenhydramina ,( Benadryl por exemplo), por dia. Estes medicamentos são vendidos sem receita medica. Atençao que a diphenhydramina pode causar sonolência.

A aplicação de vinagre esta contra-indicada neste tipo de situaçoes pois diversos estudos provaram que por vezes em vez de aliviar, o vinagre, provoca uma maior descarga do veneno pois a Caravela Portuguesa não é uma alforreca e a sua picada não deve ser tratada da mesma forma. Quanto ao calor e embora o veneno da Caravela tenha algum teor proteico este nao tem qualquer efeito. O alcool e a urina como por vezes é aconselhado, são tambem contra indicados podendo causar grandes descargas dos neumatocidos.
A maior parte das picadas de Caravela Portuguesa desaparecem sozinhas e com um pouco de sorte ao fim de 15 ou 20 minutos o pesadelo ja terminou embora o normal seja os efeitos durarem algumas horas. Caso os sintomas de dor persistam ou se a irritação na pele não desaparecer é aconselhavél dirigir-mo-nos a um medico.

Para melhor identificaçao aqui fica um link com excelentes fotos de João Quaresma: http://www.joaoquaresma.com/galerias/vida_marinha/P_physalis/P_physalis.htm
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://submontemor.livreforum.com
 

Peixes perigosos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

 Tópicos similares

-
» Peixes que já peguei...
» Filetar peixes. Você sabe ?
» Rio Timbó retorno dos peixes
» Guia de identificação dos principais peixes
» Guarapiranga - Remada sem peixes

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
SubMontemor ::  :: -